Cresce número de feminicídios e estupros no Brasil

Números de feminicídios cresceram 2,6% no primeiro semestre de 2023 comparado ao mesmo período de 2022.

Entre janeiro e junho deste ano, 722 casos de feminicídio foram registrados no Brasil. Outro dado alarmante é o número de estupros: a cada 8 minutos, uma mulher é estuprada. No primeiro semestre de 2023, foram contabilizados 34 mil estupros no país. Esses são dados do último relatório divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Foto: Aline Rezende

Minas Gerais está entre os principais estados que colaboram para a alta dos números de violência contra a mulher. As ocorrências subiram de 82 para 91 (11%) em relação ao mesmo período de 2022. São Paulo e Espírito Santo também apresentaram alta expressiva nos casos.

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública acredita que a alta de feminicídios no Sudeste se deve à desatenção em relação às redes de acolhimento. Os serviços são precarizados e os atendimentos não são priorizados. 

Em Uberlândia, a vereadora Cláudia Guerra trabalha – mesmo antes de sua vida no parlamento – pela proteção das mulheres. Em seu mandato,ministra palestras em escolas e faculdades, empresas e instituições sociais e participa de reuniões mensais da Rede e de Conselhos de Direitos. Realiza também, “blitz educativas” em bairros de todas as regiões da cidade, além de atender mulheres vítimas de violência e capacitar lideranças femininas.

Com o intuito de disseminar informação e salvar a vida das mulheres, elaborou e distribuiu folheto de utilidade pública com contatos da Rede Pela Segurança das Mulheres e organizou rodas de conversa em comunidades mais desassistidas. 

Cláudia teceu comentários sobre os dados de violência no país, em sua participação na sessão do dia 13 de novembro da Câmara de Uberlândia. “Precisamos nos indignar e nos mobilizar para ampliar e aperfeiçoar políticas públicas, além de ações educativas e preventivas para a segurança das mulheres. Faço isso há mais de 30 anos e, principalmente, agora como vereadora. E continuarei enquanto existirem notícias de mulheres que perdem suas vidas, especialmente em ambientes onde deveriam estar protegidas: seus lares”, disse em suas redes sociais.

Luanda Mendes – Assessora Parlamentar

17 de novembro de 2023

compartilhe este post:

plugins premium WordPress